acne

É frequente nos consultórios dos dermatologistas a vinda tanto de adolescentes como de pacientes adultos, com idades das mais variáveis, queixando-se de espinhas. A chamada Acne Vulgar, por exemplo, pode acometer comumente os jovens, mas sua modalidade conhecida como Acne Adulta, que atinge pessoas de 30, 40, 50 ou 60 anos não é incomum. É para isso que existem diversos tratamentos para acne desenvolvidos para resolver esses desconfortos.

O que é Acne e os tipos de Acne:

Acne é a erupção cutânea que se caracteriza pelo aparecimento de lesões inflamadas, com pus, oleosidade, cravos, que podem deixar cicatrizes. Classifica-se de acordo com suas características clínicas:

  • Acne Vulgar – caracteriza-se por lesões inflamadas, pontos de pus, cravos;
  • Acne Cosmética – cravos fechados, espinhas pequenas, sinais de obstrução cutânea;
  • Acne Rosácea – predominância de vermelhidão, espinhas vermelhas e vasos, sem cravos ou com poucos comedões;
  • Acne Androgênica – ocorre por alteração hormonal, tomada de hormônicos masculinos e anabolizantes, uso de implantes para cessar a menstruação. Espinhas resistentes em queixo, face, pescoço, costas e colo;
  • Dermatite Perioral – quadro que se assemelha a acne, mas é causado por uso de produtos inadequadamente, espinhas rebeldes na região do queixo;
  • Acne Medicamentosa – decorrente da ingestão de corticoides ou da administração de hormônios e anabolizantes.

A Acne Vulgar resulta de um excesso de estimulação das glândulas sebáceas, sensíveis aos hormônios masculinas, que as mulheres também têm em pequena escala. As glândulas estimuladas trabalham muito, secretam muito sebo que acaba por obstruir os poros, tornando-os dilatados, formando cravos. Estes se contaminam por bactérias, resultando em espinhas.

A Acne Cosmética é decorrente do uso inadequado de cosméticos gordurosos, à base de óleos, lanolinas, graxas, que “entopem” os poros.

A Acne Rosácea pode ser consequência de estresse, desequilíbrio do organismo, abuso de comidas muito apimentadas, álcool, condimentos, e vem acompanhada de vasinhos vermelhos e uma sensibilidade exacerbada ao sol. Nota-se relação com alimentos muito calóricos, “não-saudáveis” como álcool, condimentos, gorduras e baixo teor de vegetais na alimentação.

Na Acne Androgênica, os hormônios masculinos hiperestimulam o funcionamento das glândulas sebáceas através do aumento de seu metabolismo.

Dermatite Perioral, com aspecto semelhante à acne comum, bolinhas vermelhas que custam a desaparecer, em torno do queixo e nariz. Pode resultar do uso de cremes de corticoide por longo tempo, ou baixa de resistência, ocasionando proliferação de bactérias locais.

Pele Oleosa

Não são somente as pessoas que sentem a pele oleosa que apresentam Acne! Muitas vezes há sensação de intenso ressecamento, o que a leva a usar cremes consistentes, que agravam ainda mais o problema. A oleosidade é reflexo do excesso de trabalho das glândulas sebáceas e todo esse mecanismo está envolvido na obstrução e contaminação da pele por bactérias.

Veja também mais informações sobre os cuidados com a pele oleosa no post 4 Cuidados Essenciais para a Pele Oleosa.

Estresse

O estresse tem relação com a acne adulta, porque faz com que aumente a captação periférica de hormônio masculino (mesmo nas mulheres) pela pele, mesmo que a produção deste hormônio esteja normal. A queda de resistência ocasionada pelo estresse permite que bactérias, até então inofensivas, tornem-se agressivas e danosas à pele.

Tratamentos para Acne

  • O Tratamento para Acne é feito de acordo com cada caso e inclui:
  • Sabonetes à base de sulfacetamida sódica, ácido salicílico, enxofre;
  • Loções Adstringentes contendo antibióticos como clindamicina e eritromicina;
  • Cremes e géis oil free com Ácido Glicólico e Ácido Retinóico;
  • Antibióticos como Minociclina via oral;
  • Isotretinoina via oral: é muito efetivo. Toma-se durante certo tempo para se atingir a dose ideal, calculada por Kg de peso, e este tempo pode se estender entre 9-10 meses, porém no segundo ou terceiro mês a pele já está muito bonita. A vantagem deste medicamento é o caráter quase definitivo da cura da acne. Num primeiro tempo pode haver até piora inicial do quadro, se tratando de Acnes severas, mas logo depois o resultado é esplendido.

Procedimento Especiais – complementam o tratamento

Limpeza de Pele – onde os cravos pretos e os cravos brancos fechados são retirados, para que não se transformem em espinhas;

Peelings suaves, médios ou profundos, à base de ácidos especiais, eliminam manchas, marcas e cicatrizes;

Fotobiomodulação – banhos de luzes como a Blue Light ou Red Light, de equipamentos como Multiwaves, desinflamam, secam e refinam a pele;

Preenchimento de Cicatrizes – com materiais injetados que “levantam” o tecido deprimido;

Quantum – equipamento de luz intensa pulsada, para alisar cicatrizes e diminuir a vermelhidão da pele.

Tratamentos “alternativos” no sentido “não científico” da palavra deve ser absolutamente evitados. Com o progresso da ciência, dos conhecimentos, dos medicamentos, não há porque não usufruir dela.

Orientações Gerais

Deve-se evitar a manipulação leiga e deve-se debelar a inflamação o mais precocemente possível, já que as marcas são decorrentes de espinhas, processos inflamatórios, que quanto mais duradouros, mais consomem os tecidos marcando a pele com manchas e depressões localizadas. Enquanto houverem manchas avermelhadas, a proteção solar é importantíssima, já que as peles morenas mandam pigmento melânico (melanina) para os processos de cicatrização. Isto poe incorrer em manchas castanhas nos locais onde haviam espinhas.

Acne Solar

O Sol numa primeira fase pode ter efeito secante, antiseborreico, antibacteriano e anti-inflamatório, melhorando a Acne. Com excesso de sol, a resistência local cai e as condições pioram, surgindo inclusive o que chamamos de Acne Solar com inúmeras espinhas pequenas, sensíveis, levemente doloridas (principalmente nas costas e região do colo), mais resistentes ao tratamento. Para tratar esta condição é preciso diminuir a exposição solar, usar filtros não gordurosos, aplicar loções de antibióticos e por vezes até tomá-los via oral.

“Alimentos que causam Acne”

Não há um alimento específico que piore a Acne, como antes se acreditava, em relação ao chocolate, por exemplo. Mas os estudos mais recentes mostram que alimentar-se de forma hipercalórica, com taxa diária de calorias muito alta, pode piorar a pele.

Tipos, Causas e Tratamentos para Acne


Achou interessante e quer saber mais? Curta nossa página no FACEBOOK para receber dicas diárias de beleza e saúde!!

Escrito por Blog Ligia Kogos

    1 comentário

  1. Acne e Cicatrizes 24 de dezembro de 2016 at 07:54 Responder

    O tipo de minha acne é cística e é muito difícil de tratar. Não tem cura, apenas controle.

Envie um comentário