vitamina c para pele

Vitamina C para pele, ou podemos também dizer a queridinha para a pele, utilizada em muitos tratamentos (e com razão), está sempre presente nos cosméticos com a finalidade de anti-aging. É considerada o grande trunfo da dermatologia por tratar diversas patologias, sendo indispensável para a beleza.

Ultimamente, podemos ver um boom no aparecimento de cosméticos para a pele, ou mesmo os cosméticos mais específicos para finalidades dermatológicas, como os dermocosméticos. Dentre eles, os produtos com Vitamina C passaram a ganhar destaque nos últimos meses, graças a um recente entendimento sobre o imenso potencial da Vitamina C para pele.

Desde então, podemos encontrar diversos produtos com Vitamina C nas farmácias e lojas online. Isso é bom por um lado, já que se ampliam as alternativas de compra do consumidor. Mas por outro nem tanto, já que o dificulta a fazer uma boa escolha, pois escolher apenas um produto dentre dezenas deles não é tarefa fácil.

Para facilitar sua decisão na compra de produtos com Vitamina C que gerem resultados satisfatórios, preparamos este material, um verdadeiro guia de como comprar um produto com base em Vitamina C sem ser lesado ou enganado ao comprar um produto que não vai funcionar para o seu tipo de pele ou não vai gerar o resultado ao nível de sua expectativa.

O efeito da Vitamina C para pele

Dentre suas principais funções, destacam-se:

  • Clareamento de manchas;
  • Controle de oleosidade;
  • Efeito tensor (lifting);
  • Ação anti-radicais livres;
  • Combate e prevenção de sinais;
  • Estimulação de colágeno.

Para entender mais a fundo sobre seus benefícios, leia nosso post Vitamina C para o rosto.

Como escolher a verdadeira Vitamina C para pele?

Para entender como escolher a verdadeira Vitamina C para pele, utilizaremos 3 critérios simples:

1. Vitamina C só existe uma: o ácido ascórbico

O nome Vitamina C é apenas um apelido, muitas vezes mal-empregado. A verdadeira Vitamina C é um ácido chamado ácido ascórbico (ascorbic acid em inglês).

Infelizmente, hoje em dia quase 50% dos produtos nas prateleiras que contém o termo Vitamina C não a possuem de fato. Boa parte deles contém sais originados a partir da Vitamina C, como ascobil fosfato, ascorbosilane C, ascorbil glucoside, dentre outros. É quase intuitivo que a reação de um ácido na pele será muito diferente daquela de um sal. O ácido é extraordinariamente mais ativo e penetrante.

De nada adianta um produto alardear que contém Vitamina C para pele se sua composição química (localizada geralmente atrás da caixinha) não lista o ácido ascórbico (ou ascorbic acid, em inglês). Agora você sabe que só este ácido propiciará os efeitos desejados, e que o efeito de um sal é muito abaixo daquele que você precisa. Não se iluda!

2. Proteção

A Vitamina C (ou, como você agora sabe, ácido ascórbico) é um ativo muito instável, ou seja, é extremamente difícil mantê-lo acondicionado sem que ele reaja com outros ingredientes do produto ou mesmo com o ambiente. Vamos trazer uma referência que talvez faça mais sentido no seu dia-a-dia: o suco de laranja.

Observação importante: avisamos desde já que embora o suco de laranja contenha Vitamina C, não adianta passar suco no rosto ou qualquer procedimento do tipo. Será inútil.

Certamente você já tomou um suco de laranja fresquinho, espremido na hora. E você também já deve ter tomado aquele suco de laranja que ficou guardado, muito tempo depois de ter sido espremido. A diferença é que o fresquinho é bem mais azedinho, que é o gosto típico das comidas e bebidas ácidas, no caso o ácido ascórbico, a nossa querida Vitamina C. Já o suco não fresco é mais amargo, resultado da oxidação da Vitamina C. Pois é, o ácido reagiu com partículas oriundas do meio ambiente e perdeu seu caráter especial, de ácido.

Com os cosméticos é bem parecido. A Vitamina C (ácida) é um ingrediente muito instável, e para a pele é muito bom que assim seja, já que desejamos toda essa instabilidade da Vitamina C para que ela tenha o máximo de reatividade em contato com a pele. Mas então, como fazer com que a Vitamina C (presente no produto em sua fabricação) permaneça em sua forma original até que ela seja aplicada em nossa pele?
Graças aos avanços da nanotecnologia, um tipo de proteção da vitamina foi desenvolvido. Trata-se de uma cápsula invisível aos olhos humanos devido o seu tamanho nanoscópico, chamada assim de nano-esfera. Esta sofisticada e cara tecnologia permite que os produtos cosméticos contendo Vitamina C tenham sua eficácia maximizada, pois o ativo agora está protegido pelas nano-esferas contra a degradação. Essas nano-esferas só se rompem com a fricção do produto na pele no momento em que a pessoa aplica, possibilitando que ela obtenha os efeitos da Vitamina C fresquinha na pele, com toda a reatividade do ácido.

Portanto, quando você for comprar um produto que tenha Vitamina C na forma ácida, você já sabe como tomar a melhor decisão: procure no frasco a informação das nano-esferas de Vitamina C. Assim, além de garantir que você terá os benefícios da Vitamina C na sua forma original (ácido ascórbico), você também saberá que ela reagirá apenas quando aplicada na sua pele e não antes disso.

3. A fama da concentração!

Você já conhece 2 critérios fundamentais para utilizar um produto com Vitamina C. O terceiro é praticamente uma consequência dos dois primeiros: a tão falada concentração de Vitamina C.

Para que você compreenda este critério é fundamental que entenda o que significa o termo concentração: a concentração de um ativo em um produto é a proporção entre a quantidade desse insumo em relação à quantidade total do produto, ou seja, se um produto de 30ml contém 10% de Vitamina C significa (ou deveria significar) que ele contém 3ml de pura Vitamina C.

Muitas empresas passaram a anunciar suas concentrações de Vitamina C de forma vistosa, para atrair o consumidor baseando-se exclusivamente nesse percentual, o que é errado. Então, desde já, atenção: um percentual mais alto não implica necessariamente que o produto seja melhor. Veja os motivos:

De nada adianta um produto conter 20 ou 30% de “Vitamina C” se:

  1. Não for a verdadeira Vitamina C (o ácido ascórbico);
  2. A verdadeira Vitamina C não estiver encapsulada, ou seja, protegida em nano-esferas.

Para elucidar, vejamos 2 casos hipotéticos:

Caso A: Um produto alega conter 30% de Vitamina C. Você procura os componentes, mas não acha o ascorbic acid, apenas alguns sais de Vitamina C. Pode parar. 30% de sais derivados da Vitamina C não se comparam a 10% de Vitamina C pura e verdadeira. Obviamente a forma ácida e original da Vitamina C é MUITO MELHOR e vai te trazer resultados visíveis.

Caso B: Você achou um produto que menciona 20% de Vitamina C, mas não está protegia. Pode ter certeza que só uma fração muuuuito pequena desses 20% estará reativa quando você a aplicar na pele. De nada adianta uma concentração alta de Vitamina C se ela está oxidada e estabilizada, pois terá pouca ou nenhuma reação em contato com a sua pele.

Em suma, a concentração da suposta “Vitamina C” não quer dizer NADA se não for um ácido ascórbico (verdadeira Vitamina C) e/ou se ela não estiver protegida.

Conclusão

Escolher um cosmético a base de Vitamina C não é trivial, como pôde perceber. O consumidor deve estar atento e bem-informado. Lembre-se sempre dos 3 critérios para uma escolha satisfatória e que te traga os resultados esperados:

  • Vitamina C é o ácido ascórbico (ascorbic acid) e nada mais. Não se deixe enganar com nomes parecidos ou com compostos “milagrosos” de Vitamina C, nem com siglas pomposas. Não se engane, procure pelo ácido ascórbico.
  • Vitamina C é instável e é bom que seja assim. Quando você ler Vitamina C estabilizada em um produto, desista dele! Ele não reagirá satisfatoriamente na sua pele. Procure sempre produtos que protejam o ativo em nano-esferas, garantindo assim que chegue plena a Vitamina C para pele, oferecendo todos os benefícios da sua alta reatividade.
  • Por último, não caia na armadilha da alta concentração. Uma alta concentração efetiva DEVE SER de ácido ascórbico e sempre nano encapsulada (protegida). Se não atender a esses critérios, a alta concentração passa a ser somente um número sem efeito prático, feito para atrair consumidores desatentos.

Agora você já sabe como escolher uma Vitamina C de verdade, protegida em concentração efetiva, capaz de trazer todos os benefícios à sua pele. Vitamina C para pele é uma excelente escolha desde que você esteja atento na hora de comprar.

Sérum Anti Aging C+C Face

 

Escrito por Blog Ligia Kogos

Envie um comentário